Projeto Farmácias Vivas distribui medicamentos fitoterápicos em Fortaleza/CE

O projeto Farmácia Viva foi criado na década de 90 pelo professor cearense Abreu Matos, da Universidade Federal do Ceará (UFC), e a Prefeitura de Fortaleza foi uma das primeiras a implementar o projeto. A ideia de diminuir os custos dos medicamentos e informar a população sobre plantas de fácil acesso foi ganhando força entre cidades brasileiras. Em 2010, o projeto foi instituído pelo SUS como parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares na área de fitoterapia.

Chamada: 
Apenas no ano passado, foram mais de 4,5 mil fitoterápicos para auxiliar no tratamento de doenças.