Cactus grandiflorus L.

Família 
Informações gerais 

Nativa de regiões tropicais e sub-tropicais da América, especificamente da Jamaica e Vera Cruz. Suas principais indicações são: cardiotônica, antiarrítmica, inotrópica positiva, reguladora da pressão arterial, diurética e antimicrobiana (cistites)[1,2,3,4].

Referências informações gerais
1 - PEREIRA, A. M. S. et al. Formulário Fitoterápico da Farmácia da Natureza. 2 ed. São Paulo: Bertolucci, 2014, p. 63-65.
2 - PANIZZA, S. T. et al. Uso tradicional de plantas medicinais e fitoterápicos. São Luiz: Conbrafito, 2012, p. 80.
3 - JONES, A. O. Cactus grandiflorus in some forms of heart disease. Br Med J, v. 1, n. 1515, p.70-71, 1890. doi: 10.1136/bmj.1.1515.70
4 - _______. Cactus Grandiflorus: a study in therapeutics. Hospital (Lond 1886), v. 17, n. 422, p.62-63, 1894.

Farmácia da Natureza
[ 1 ]

Fórmula

Tintura

Alcoolatura

Componente

Quantidade

Componente

Quantidade*

Etanol/água 70%

1000 mL

Etanol/água 80%

1000 mL

Planta seca

100 g

Planta fresca

200 g

* Após a filtragem ajustar o teor alcoólico da alcoolatura para 70%, com adição de etanol 98%, se necessário. 
Modo de Preparo

Tintura: pesar 100 g de caule seco e moído e colocar em frasco de vidro âmbar; em seguida adicionar 1000 mL de etanol a 70%, tampar bem o frasco e deixar a planta em maceração por 20 dias, agitando o frasco diariamente. Após esse período, filtrar em papel de filtro e envasar em frasco de vidro âmbar.

Alcoolatura: pesar 200 g de caule fresco, lavar, picar e colocar em frasco de vidro âmbar; em seguida adicionar 1000 mL de etanol a 80%, tampar bem o frasco e deixar a planta em maceração por 20 dias, agitando o frasco diariamente. Após esse período, filtrar em papel de filtro e envasar em frasco de vidro âmbar.

Principais indicações

Afecções cardiocirculatórias, como hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, miocardites, endocardites e arritmias funcionais.

Posologia

Uso oral: tomar de 1 a 3 gotas por kilo de peso divididas em 3 vezes ao dia, sempre diluídas em água (cerca de 50 mL ou meio copo).

Referências bibliográficas

1 - PEREIRA, A. M. S. et al. Formulário Fitoterápico da Farmácia da Natureza. 2 ed. São Paulo: Bertolucci, 2014, p. 63-65.

Dados Químicos
[ 1 ]
Marcador:
Principais substâncias:

Alcaloides isoquinolínicos

Aminas

tiramina, cactina, narcisina e grandiflorina.

Flavonoides

rutina, campferitrina, hiperosídeo e isorhamnerina-3-b-(galactosil)-rutinosídeo.

Referências bibliográficas

1 - PANIZZA, S. T. et al. Uso tradicional de plantas medicinais e fitoterápicos. São Luiz: Conbrafito, 2012, p. 80.